RACHEL MUNHOZ: ROUPAS CURTAS SEM FICAR VULGAR

terça-feira, 25 de outubro de 2011

ROUPAS CURTAS SEM FICAR VULGAR


Muitas meninas tem essa dúvida, até que ponto eu posso usar uma roupa curta sem parecer vulgar?
Primeiramente nunca combine duas peças muuito curtas ou muito justas. 
Navegando na Web, vi um look que na MINHA opinião ficou bem vulgar.
Apesar da menina ter um corpo lindo, a combinação de duas peças curtas deixa o look à desejar. 
Acho que se você tem um corpo bonito, você deve mostrar, sim. Mas com cuidado para não parecer até mesmo uma garota de programa. Se não for evento que exija looks deste tipo, andar na rua com essas roupas é até ridículo. 
É bonito usar um short, usar um decote, todas nós gostamos de sensualidade mas se isso for de forma exagerada, todos irão de olhar de forma maléfica. Mas aí vem aquela frase: "Ah, use o que você gosta e que se sinta bem", e você gosta de ser vista por quase todos como uma garota vulgar e que não tem respeito pelo próprio corpo? Acho que não né?
Existe um tênue linha entre o sexy e o vulgar, porém, por incrível que pareça muitas meninas gostam da vulgaridade ao invés da sensualidade. Quando você coloca um micro (MICRO) vestido com um MAXI decote, você está no vulgar. Quando você usa um vestido de comprimento curto-moderado com um decote também moderado, você está sexy, porque a sensualidade está no "descobrir", na curiosidade. Quando você mostrar tudo, acaba esse mistério e você fica totalmente simples e vulgar.

A regra para roupas curta no geral é: Quando houver uma roupa curta ou justa no look, a outra peça deverá ser mais longa ou mais solta.
O short já é curto, então, foi combinado uma bata mais soltinha, mas também poderia combinar com uma regata não tão colada, nem tão decota nem tão curta.

Outra coisa, quando você usa um micro short, fica ridículo usar um maxi salto. Maxi salto é para um look com mais glamour, short é uma coisa mais leve, mais esportiva, não combina com salto altíssimo. Maxi salto combina com vestido, seja curto ou longo e calças.


Nenhum comentário:

Postar um comentário